5 doenças genéticas comuns em cães

O ADN tem um papel significativo nas doenças dos cães. Afinal, o ADN afecta tudo, desde os traços físicos de um cão até à predisposição para desenvolver uma grande variedade de doenças caninas ao longo da sua vida.


Antes de enumerarmos algumas das doenças genéticas comuns nos cães, temos de admitir que muitas destas condições estão associadas principalmente a cães de raça pura e que os cães de raça mista são mais resistentes quando se trata de doenças congénitas dos cães.


Há milhares de anos, a maioria dos cães assemelhava-se a cães selvagens. Nos últimos 250 anos, à medida que os cães de raça pura ganharam popularidade, assemelham-se cada vez menos a este protótipo, e quanto mais radicalmente os mudamos, maiores são os efeitos adversos.


Então, quais são algumas das doenças genéticas mais comuns nos cães, como pode identificá-las e como pode tentar mitigar os seus efeitos.


1 - Displasia da anca

Embora a displasia da anca seja conhecida por afectar pastores alemães e raças de cães relacionadas, muitas outras grandes raças de cães estão em alto risco, como São Bernardos (com quase 50 por cento de incidência). Isto porque as raças grandes e gigantescas de hoje crescem mais rapidamente e possuem massa muscular que supera o crescimento simultâneo do seu esqueleto. O desequilíbrio do seu crescimento altera a distribuição de peso na articulação da anca e altera a formação dos ossos em torno da articulação da anca.


Infelizmente, a reprodução indiscriminada de cães tornou esta uma aflição permanente para muitos cães de raça grande que desenvolvem artrite severa das articulações da anca à medida que o tempo passa. As unidades populacionais de má qualidade também tornaram esta constatação comum em várias raças mais pequenas.


Nem todos os cães de raça grande têm displasia da anca. Existem criadores que têm os seus cães de reprodução avaliados radiograficamente pelos peritos que fornecem relatórios certificados sobre a ausência ou gravidade das alterações da anca. Se está interessado em comprar um cachorrinho de raça grande e deseja garantir melhor a possibilidade de que a displasia da anca e a osteoartrite subsequente não perturbe, o seu cão no futuro, procure um criador de cães com reputação e peça para ver os relatórios dos pais da ninhada.


Se conseguir identificar a displasia da anca precocemente, existem cirurgias que podem restaurar o ângulo normal da anca e mitigar os efeitos da displasi. Infelizmente, a maioria dos casos de displasia da anca em cães são diagnosticados demasiado tarde para este tipo de cirurgia (e é caro), o que torna a gestão médica ou cirurgias de salvamento para animais doentes as únicas opções disponíveis. Para os animais afectados, a gestão do peso também ajudará.


2 - Síndrome braquicefálica

A síndrome braquicefálica é uma malformação respiratória congénita vista em cães com cabeças arredondadas e rostos achatados como por exemplo, bulldogs ingleses, bulldogs franceses, pugs, boston terriers, boxers e entre outras raças relacionadas.


Ao comprimir os seus crânios ao longo de anos de reprodução selectiva, também incorporaram anomalias significativas no seu sistema respiratório. Os animais afectados têm traqueias deformadas, narinas cortadas e outros defeitos que prejudicam significativamente a sua capacidade de respirar ao ponto de até um ligeiro exercício num dia quente poder ser fatal para estes animais. Em tempos de stress, a traqueia pode colapsar devido às suas inalações em pânico.


Os cães cronicamente afectados têm frequentemente uma "buzina" característica, que pode precipitar dificuldades respiratórias por si só.


As opções cirúrgicas estão disponíveis para alguns casos, mas as traqueias em colapso raramente são reparáveis. Muitos bulldogs ingleses precisam de cirurgia em tenra idade simplesmente para garantir uma via aérea adequada, abrindo as narinas e aparando o paladar para ajudá-los a respirar mais facilmente.


Os proprietários de raças predispostas devem fazer um ''check-up'' desde cedo para obter sinais de defeitos e devem também assegurar que estes animais não estejam em temperaturas extremas ou a exercitar excessivamente.


3 - Condrodisplasia

Condrodisplasia é uma palavra longa que descreve as pernas curtas e torcidas de muitas raças compridas e baixas, incluindo Dachshunds e Bassett Hounds. A sua raça "padrão" resulta, numa última análise, em anormalidades significativas dos ossos e articulações das pernas e também artrite severa mais tarde na vida.


Pior ainda, a falta de encurtamento proporcional do comprimento das costas coloca stress anormal nos discos intervertebrais, resultando numa alta incidência de doença do disco. Um bom resultado para a doença do disco é a artrite das costas; um mau é a ruptura do disco e a paralisia.


A doença do disco é muito imprevisível, e não há uma maneira segura de dizer quais os cães que terão problemas nas costas mais tarde na vida. A gestão do peso e a prevenção do movimento anormal do corpo inteiro em cães mais velhos é sempre prudente.


4 - Mielopatia Degenerativa

Infelizmente, o pobre pastor alemão também pode sofrer desta doença. Como se a displasia da anca não fosse suficiente, aqui está outra doença que faz com que tantos pastores caiam "nas costas" mais tarde na vida.


A mielopatia degenerativa é uma doença não dolorosa que resulta na degeneração dos nervos da medula espinhal, que causa fraqueza nos membros traseiros.


Esta doença é uma de um número crescente de doenças congénitas em cães para os quais um exame de sangue pode prever a doença em cães sem genes de qualquer um dos pais, em portadores (tem um gene que pode ser transmitido à descendência), ou em risco (tem genes de ambos os pais).


5. Cardiomiopatia dilatada

Várias raças, incluindo Doberman, Pinschers, Boxers, Great Danes e Irish Setters têm uma alta incidência em cardiomiopatia dilatada, que é uma doença em cães que resulta no enfraquecimento do músculo cardíaco ao longo do tempo.


Esta não é uma doença para a qual estão disponíveis testes diagnósticos, pelo que os cães destas raças devem ser vistos anualmente à medida que entram na meia-idade. Mais uma vez, a prevenção é a regra - comprar a um criador que conhece a condição e pode informá-lo sobre qualquer história dela nos seus animais de reprodução.



Estas são apenas algumas das muitas doenças genéticas comuns dos cães - a lista é interminável, e o número de raças é impressionante. Se quer um cão de raça pura, faça o trabalho de casa. Pesquise as doenças mais comuns na sua raça de interesse juntamente com as condições de saúde e tratamentos. Procure sempre um criador de confiança e registado no Clube Português de Canicultura. Não tenha medo de fazer perguntas difíceis aos criadores,s e são conhecedores da raça, irão saber tirar as suas dúvidas.


E, nunca se esqueça de considerar sempre o doce cão de raça mista mais velho no abrigo - eles podem dar tanto amor como um de puro-sangue e podem ser menos propensos a desenvolver problemas de saúde como estes.


Existem algumas associações em Portugal onde pode fazer uma adopção responsável, como a Animais de Rua e a UPPA.




Conheça os vários produtos para animais de estimação que temos na nossa loja de animais online, entre eles: Melhor ração para cães, Marcas de ração para cachorro, Royal canin puppy, Ração royal canin, Ração libra puppy, Ração advance puppy, Casotas para cães grandes, Brinquedos para cães destruidores, Desparasitantes externos cães, Camas para cães grandes, Kimimove rapid, Melhor comida para gatos, Royal Canin gatos, Arranhadores para gatos grandes, Areia aglomerante para gatos, Areia silica, WC gatos com entrada superior, Transportadora gatos barata

8 visualizações

E-mail: info@petlandshop.com

Morada: Avenida de Lisboa Loja 101 A, 2605-002 Casal de Cambra 

Copyright @ 2020 PET LAND © Todos os direitos reservados

  • RSS
  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest