top of page
  • Foto do escritorPet Land

Animais de estimação e o calor: quais os cuidados a ter?

Os animais de estimação têm uma forma de arrefecer diferente de nós? Enquanto nós conseguimos transpirar para baixar a temperatura do corpo, os cães e os gatos não têm essa capacidade.


O Verão começou e as temperaturas começam a aumentar, nesta altura deverá ter cuidado, não só consigo, mas também com os seu animais de estimação.


Para arrefecer, os animais utilizam a respiração e, com o aumento da temperatura corporal têm que aumentar a frequência respiratória.


Nestas alturas em que a temperatura sobe, os animais de estimação podem sofrer golpes de calor, nem todos os animais são iguais e é preciso ter em conta a anatomia do sistema respiratório de cada um dependendo da raça, idade e hábitos alimentares para conseguir ajudar os animais de estimação a suportar melhor as temperaturas altas.


Afinal, quais são os cuidados a ter quando as temperaturas aumentam?


- Hidratação: deverá deixar sempre à disposição dos animais de estimação água fresca disponível para beber. Durante os passeios, deverá levar sempre uma garrafa de água para, a cada 15 a 20 minutos, dar ao seu animal;


- Não deixe o seu animal de estimação sem vigilância num espaço fechado que seja propício a acumular calor excessivo (por exemplo, dentro de um carro ou de uma marquise), ainda que fique à sombra pode ser muito nefasto para a sua saúde;


- Tente aumentar o número de refeições ao longo do dia, sem aumentar a dose diária de alimento recomendada, desta forma irá estimular o consumo de água;


- Deve alimentar o seu cão ou gato com um regime de mistura de alimento, fornecendo-lhe uma porção de alimento seco e húmido, de forma a equilibrar as necessidades nutricionais e levá-lo a beber mais água, permitindo adaptar-se melhor ao calor;


- A higiene também é importante: não altere as rotinas de higiene do cão e gato, especialmente se tiver pêlo comprido ou que requeira escovagens;


- Evite a actividade física no exterior nos períodos de maior calor (das 11h00 e as 16h00) de forma a evitar o aumento da temperatura corporal;


A alimentação pode ser um óptimo aliado face às temperaturas elevadas, tendo em conta que os alimentos devem ser sempre adequados à idade, raça e actividade física.


Se tiver um cão ou gato muito jovem, tenha especial cuidado porque estes costumam desidratar mais facilmente com o calor.


Deverá também ter atenção se tiver um animal de meia idade ou de idade avançada, já que têm uma menor capacidade de hidratação e de controlo sob a temperatura do corpo.


É essencial que esteja sempre atento aos sinais do seu animal de estimação. Se as temperaturas estiverem muito altas e o seu animal perder o apetite, alterar a cor das mucosas ou aumentar intensamente a frequência cardíaca, é prioritário entrar logo em contacto com o médico veterinário, pois pode estar perante um golpe de calor.


46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page