Como viajar com o seu gato - avião, comboio e automóvel

Quer saber como viajar com um gato? Jennie Lane, certificado em comportamento animal e proprietário do Synergy Animal Behavior, já viajou com sete gatos de uma vez só.


Embora muitos acreditem que os gatos geralmente são péssimos companheiros de viagem, não é impossível. A chave para viajar com sucesso com gatos, de acordo com Lane, é começar quando o seu gato ainda é bebé, de forma a adaptar-se a estas viagens.


"Se forem habituados a viagens desde muito novos, podem aprender a amar esta experiência".


Esteja ciente, no entanto, que nem todos os gatos aprenderão a gostar de viajar, especialmente viagens longas. Por vezes, é recomendado deixar os gatos com alguém da sua confiança, num hotel, ou recorrer a serviços de petsitting.


Mas, e se o seu gato já não for um gatinho bebé, e ainda precisar de viajar mesmo que para visitas ao veterinário, entre outras razões? Ou talvez queira tentar viajar com o seu gato pela primeira vez?

Antes de iniciar qualquer viagem com um gato, é boa ideia verificar com um veterinário e discutir se o gato está preparado física e mentalmente para a excursão planeada.


Depois de ter certificado que o seu gato está pronto para viajar, siga estas dicas para tornar as viagens com um gato o mais fácil possível.


Como viajar com um gato no carro

Viajar de carro, por vezes, é a melhor opção para as viagens com estes amigos de quatro patas. Os especialistas, geralmente, concordam que o mais importante quando se viaja com um gato num carro é que eles sejam transportados em jaulas adequadas, veja aqui algumas opções.


O primeiro aspecto a considerar é, sempre, a forma como irá conter o seu animal de estimação durante o percurso.


Os animais tem a especial particularidade de distrair os condutores e, especialmente o gato, adora ir para os pés do dono durante a viagem ou até mesmo para cima do tablier.

De acordo com um inquérito da American Automobile Association e da Kurgo, embora 83% dos condutores compreendam o perigo potencial da distracção de um animal de estimação num carro, apenas 16% utilizam cinto de segurança nos seus animais de estimação ou uma transportadora adequada.


Os veterinários, geralmente, recomendam transportadoras grandes o suficiente para permitir que o gato se levante e se possa deitar, sentar e virar.

Pode optar por uma transportadora com cerca de 60 cm de comprimento, como é o caso da Savic Transportadora Trotter nº3 com as medidas 60.5 x 40.5 x 39 cm, com formato moderno, recomendada para cães e gatos com peso até 10 kg, esta transportadora tem uma porta frontal de malha metálica, é recomendada para viajar de carro, comboio, barco ou avião, com suficientes aberturas de ventilação que asseguram a circulação de ar para o máximo conforto.


Também é melhor colocar a transportadora no banco de trás do carro. Se um airbag activar enquanto o seu animal de estimação estiver no banco do pendura (mesmo numa caixa), pode feri-lo.


Como os gatos não toleram bem as mudanças, pode habituar o seu gato à transportadora, incluindo nela guloseimas ou catnip, cobertores e brinquedos preferidos. Também pode começar a levar o seu gato em viagens curtas só para passear e para se habituar a viajar, associando as viagens a bons momentos.


Também é importante efectuar paragens para deixar os gatos esticarem as pernas e aliviarem-se, e certificar-se de que todas as portas e janelas do carro estão fechadas se deixar o gato sair da transportadora.


Viajar com o seu gato no avião

Os gatos estão a tornar-se viajantes de aviões cada vez mais comuns, embora muitos especialistas recomendem viagens aéreas apenas depois de outras opções terem sido eliminadas.


Cada companhia aérea estabelece os seus próprios critérios para os animais de estimação no que diz respeito ao tamanho. Geralmente, devem caber dentro de uma transportadora debaixo de um banco, onde devem permanecer.


Muitos especialistas recomendam não viajar com um animal de estimação como carga, particularmente os gatos. Dizem que as transportadoras de animais de estimação são frequentemente manuseadas, os ruídos são altos e as temperaturas podem oscilar muito durante o transporte.


Não há muito que um dono possa fazer para preparar um animal de estimação para esse nível de 'ataque de estimulação excessiva'.


As viagens aéreas podem ser particularmente perigosas para os animais braquicefálicos, ou para aqueles com rostos "empurrados", como o persa, o Himalaia e os gatos de pelo curto exóticos. Devido aos seus canais nasais curtos, são particularmente susceptíveis a alterações de temperatura e insolação, bem como a outros riscos ambientais. Devido a estes riscos, algumas companhias aéreas, limitam as raças de gatos que permitem como carga.


Embora as companhias aéreas não possam limitar o número de animais de serviço ou de apoio num voo, muitas vezes limitam o número de animais de estimação permitidos. Se está a planear viajar com um gato, reserve o mais cedo possível e tenha tempo suficiente para fazer check-in no aeroporto.


Alguns aeroportos impõem limitações e restrições para além das das companhias aéreas, por isso é importante falar com o seu agente de viagens sobre isso. Por exemplo, certos aeroportos não permitem viajar entre certas datas em que as temperaturas de carga podem subir demasiado alto ou baixo. Antes de reservar, faça perguntas e pesquise para reduzir as restrições que pode encontrar pelo caminho.


Não importa como planeie trazer o seu gato num avião, certifique-se de fornecer uma identificação clara no seu gato em caso de fuga. Se viajar com o seu gato em bagagem de mão, irá ser necessário passar pela segurança enquanto segura o seu animal de estimação; um arnês e trela também podem vir a calhar aqui.


Se estiver a viajar internacionalmente, verifique quais as restrições adicionais, incluindo quarentenas. Consulte as companhias aéreas individualmente sobre as políticas de animais de estimação.


Como viajar com um gato no comboio

Em Portugal, as viagens de comboio funcionam da seguinte forma: ''Nos termos do art. 9.º do Decreto-Lei n.º 58/2008, de 26 de março, na redação que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.º 35/2015 de 6 de março, é permitido aos passageiros transportar animais de companhia que não ofereçam perigosidade, desde que devidamente encerrados em recipiente apropriado que possa ser transportado como volume de mão. Não é permitido transportar animais considerados perigosos, em precário estado de saúde ou de higiene, bem como aqueles que, pelo seu cheiro, ruído ou outro motivo objetivamente relevante, como, por exemplo, a sua dimensão, possam incomodar os passageiros. Incumbe aos passageiros a guarda e vigilância dos animais de que se façam acompanhar, sendo os passageiros os únicos responsáveis pelos danos que os mesmos provoquem. As condições a seguir indicadas só são garantidas em condições normais de circulação, excluindo-se os transbordos rodoviários e outras situações que se afigurem limitativas à prestação do serviço de transporte de animais, com exceção de cães guia.''


Saiba mais sobre o tranposrte de animais em comboios em https://www.cp.pt/passageiros/pt/como-viajar/informacao-util/transporte-animais.


As transportadoras devem ser à prova de fugas e impermeáveis com ventilação adequada.


''Em Portugal, é permitido aos utentes dos transportes públicos de passageiros transportar animais de companhia, respeitando determinadas regras, de modo a salvaguardar a protecção dos mesmos e a segurança de pessoas e outros animais.

A lei impõe que os animais a transportar sejam devidamente acompanhados e se encontrem em bom estado de saúde, devendo ser transportados em transportadoras resistentes, limpos e em bom estado de conservação, não podendo, em caso algum, ocupar lugar nos bancos dos veículos de transporte público'', segundo informação da Autoridade da Mobilidade e dos transportes.


Poderá ter que viajar acompanhado do respetivo boletim de vacinas atualizado e da licença municipal.


Os gatos podem não ser tão populares como os cães quando se trata de companheiros de viagem de quatro patas, mas poderão surpreendê-lo nesta aventura.



Como viajar com gatos

#viajarcomgatos #gatos #transportargatos #comoviajarcomomeugato #viagensdeaviaocomgatos #viagensdecomboiocomgatos #viagensdecarrocomgatos

10 visualizações

E-mail: info@petlandshop.com

Morada: Avenida de Lisboa Loja 101 A, 2605-002 Casal de Cambra 

Copyright @ 2020 PET LAND © Todos os direitos reservados

  • RSS
  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest