top of page
  • Foto do escritorPet Land

Identificação de uma urgência

Atualizado: 28 de mar. de 2020

Uma urgência é um processo que põe em perigo a vida do seu animal de estimação.


Na urgências dos hospitais veterinários também se atendem muitas outras patologias que realmente não são urgentes, mas que o dono considerou como tal.


É importante perceber quando é necessário ir às urgências ou quando é possível esperar pelo dia seguinte e ir ao veterinário habitual.


Numa urgência real, devem ser observados os seguintes problemas:

- Obstrução das vias aéreas;

- Dificuldade respiratória;

- Compromisso circulatório;

- Problemas neurológicos.


O animal pode apresentar diferentes sintomas, para diferentes urgências:

- Sistema respiratório: esforço respiratório, pescoço esticado, respiração pela boca no caso dos gatos, respiração abdominal, ruídos respiratórios anormais, etc.

- Sistema circulatório: mucosas pálidas, alteração da pulsação, hipotermia, hemorragias, etc.

- Sistema nervoso: inconsciência, convulsões, paralisia, cabeça de lado, andar em círculos, etc.


As urgência mais frequentes em animais são:

- Politraumatismos: os animais podem apresentar politraumatismos por diversas causas, como lutas, atropelamentos, quedas, as quais são típicas dos ''gatos paraquedistas'' (gatos que caem das janelas). Os danos mais frequentes nestes casos são: feridas, fracturas, hemorragias e ruptura de orgãos.

- Intoxicações: estas podem ser tópicas, através do contacto directo com tóxicos, ou orais, através da ingestão de objectos ou alimentos tóxicos.

A mais comum é a intoxicação por chocolate. Muitos donos não sabem, mas o chocolate é tóxico para os animais de estimação devido ao seu conteúdo em teobromina.

- Estados epilépticos: os cães também podem sofrer de ataques epilépticos, apresentando convulsões. Estes ataques podem ser provocados por intoxicações, traumatismos, ou a existência de uma doença subjacente à convulsão.

- Golpe de calor: Os golpes de calor são frequentes em cães que ficam fechados nos carros com os vidros fechados e ao sol. Este animais apresentam hipertermia elevada, taquipneia e taquicardia. Pode chegar a provocar vómitos, e inclusive síncopes ou até mesmo a morte. Os animais braquicefálicos, como bulldog francês, boxer, entre outros, têm maior probabilidade de sofrer um golpe de calor.


Dirija-se a um médico veterinário se o seu animal de estimação estiver perante uma situação urgente.

Caso contrário, evite ir a uma consulta de urgência e marque uma consulta com o seu médico veterinário habitual.





___________________________________________________________________________________________

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page