top of page

Os cães podem beber chá?

Quem tem cães está sempre à procura de formas de cuidar da saúde e do bem-estar do seu patudo e se possível da forma mais natural possível, não é? E para quem adora beber chá, uma dúvida comum que muitos têm é se os cães também podem!? Neste artigo abordamos este tema, continue a ler e saiba tudo sobre chás para cães.



Será que o meu cão pode beber chá?

A resposta é condicionada, uma vez que não está totalmente provado que sim, no entanto, pode dar alguns tipos de chá com algumas ressalvas muito importantes.


Podemos preparar chá com uma variedade de elementos: ervas, flores, cascas, frutas, sementes, raízes. Além de ser saborosa, esta bebida está cheia de potencial terapêutico.


Existem chás que ajudam a aliviar dores, tensão, cólicas e inchaço, auxiliam na eliminação de muco e toxinas do corpo e estimulam os processos digestivo, imunológico, circulatório e urinário, entre outros inúmeros efeitos.


E o chá não precisa ser ingerido para fazer bem. Podemos utilizá-lo topicamente também para a limpeza de ouvidos e dos olhos do cão, pelas suas propriedades adstringentes, anti-inflamatórias, antissépticas e antialérgicas.


Que cuidados devo ter?

É importante entender que nem todos os chás são seguros para os cães. Além disso, a moderação é a chave, uma vez que o sistema digestivo dos cães é sensível e pode reagir negativamente a certas ervas.

Isto porque os cães não devem consumir chás que contenham cafeína, teobromina ou outros estimulantes, pois essas substâncias podem ser tóxicas para eles.

Além disso, ervas como aloé vera, aloés, arruda, cominho, salsa e outras podem causar efeitos adversos graves em cães e devem ser evitadas.


Que chás devo evitar dar ao meu cão?

Chá preto, chá branco, chá verde não-descafeinado, chá de jasmim e chá-mate, e também chá de hibisco.


Que chás posso dar ao meu cão?

São consideramos geralmente seguros para cães desde que com moderação os chás de hortelã, erva-doce (funcho), camomila, lavanda, valeriana, espinheira-santa, gengibre, equinácea, capim-limão, moringa, quebra-pedra, erva cidreira, sucupira, calêndula e chá verde desde que sem cafeína.


Como o chá para o meu cão?

Apesar de ser um processo simples, é importante fazê-lo corretamente para garantir a segurança e a eficácia dos seus benefícios.


Aqui estão algumas etapas básicas que pode seguir:

  • Escolha a erva correta: Certifique-se de que escolhe a erva adequada para as necessidades do seu cão e, idealmente, consulte o seu médico veterinário.

  • Use água limpa e fresca: Use sempre água limpa e filtrada para fazer o chá. Evite água da torneira, pois pode conter impurezas que podem prejudicar o seu cão.

  • Prepare o chá: Ferva a água e despeje-a sobre as folhas secas da erva escolhida. Deixe o repousar de 5 a 10 minutos.

  • Arrefeça chá: Certifique-se de que o chá está à temperatura ambiente antes de dar ao seu cão. Nunca dê chá quente para evitar queimaduras!

  • Sem açúcar: Não adicione açúcar ao chá, prefira mel puro mas em pouca quantidade.

  • Observe a reação: Após dar chá ao seu cão, observe qualquer reação adversa. Se notar qualquer problema, pare de administrar o chá imediatamente e entre em contato com o veterinário.


Agora que tem as nossas dicas, pode tomar o chá das 5 com o seu cão, mas antes de escolher o chá e dar ao seu cão, deve sempre consultar o seu médico veterinário!

40 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page